Fundação Gilberto Freyre

fundacao-gilberto-freyre

Gilberto Freyre e sua família resolveram instituir, na Vivenda Santo Antônio de Apipucos, uma Fundação que não apenas reunisse o seu patrimônio cultural, seus bens e acervos, mas que também pudesse estimular a continuidade dos seus estudos e de suas idéias, voltados para a compreensão e interpretação da realidade social brasileira. A Casa de Gilberto Freyre, transformada em Fundação no dia 11 de março de 1987, cumpre, assim, o seu destino. Na concepção do tempo por ele idealizado, onde o presente, o passado e o futuro se interpenetram e constituem um só tempo, sua vida e sua obra continuam inalteradas e hoje cumprem o papel de balizadoras das ações desenvolvidas pela instituição.

Endereço: R. Dois Irmãos, 320 – Apipucos, Recife – PE, 52071-440
Telefone:(81) 3441-1733
Funcionamento: seg a sex, das 9h ás 17h
Entrada: R$ 3,00

nenhum comentário

Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães

Museu-de-Arte-Moderna-Aloísio-Magalhães-MAMAM-Recife5

O Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – Mamam foi criado pela prefeitura do Recife em 1997. O acervo do museu conta com cerca de 900 obras, entre elas, óleos de Vicente do Rego Monteiro (1899 – 1970); a série Cenas da Vida Brasileira, de João Câmara (1944); As Pastoras e Rainhas do Maracatu, ambas de 1930, de Lula Cardoso Ayres (1910 – 1987);Recordações, 1985, de Cicero Dias (1907 – 2003); série Meninos do Recife, de 1962, deAbelardo da Hora (1924); obras do próprio Aloísio Magalhães e de artistas não pernambucanos, como Carlos Fajardo (1941), Nelson Leirner (1932), Alex Flemming (1954). A partir de 2001, o acervo do museu é ampliado com doações de obras de artistas contemporâneos de todo o Brasil: Adriana Varejão (1964), Daniel Senise (1955), Ernesto Neto (1964), Sandra Cinto (1968), Vik Muniz (1961), entre outros.

Endereço: R. Aurora, 265 – Boa Vista – Recife – PE

Telefone: (81) 3221-3778

Funcionamento: ter a dom das 12h às 18h

Entrada: R$ 1,00

nenhum comentário

Museu do Mamulengo em Olinda

Museu do Mamulengo

 

Mamulengo é um tipo de fantoche típico do nordeste brasileiro, especialmente no estado de Pernambuco. A origem do nome é controversa, mas acredita-se que ela se originou de mão molenga – mão mole, ideal para dar movimentos vivos ao fantoche.

 

Endereço: Rua do Amparo, nº 59 – Amparo – Olinda – PE

Telefone: (81) 3429 6214

Funcionamento: ter a dom das 10h às 17h

nenhum comentário

Instituto Ricardo Brennand (IRB)

thumbnail (4)

Fundada em 2002 pelo colecionador e empresário pernambucano Ricardo Brennand. O instituto está sediado em um complexo arquitetônico em estilo medieval, composto por trés prédios: Museu Castelo São João, Pinacoteca e Galeria, circundados por um vasto parque. Possui uma coleção permanente de objetos histórico-artísticos de diversas procedências, abrangendo o período que vai da Baixa Idade Média ao século XXI, com forte ênfase na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post, com quinze obras. O instituto também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, com mais de3.000 peças, a maior parte proveniente da Europa e da Ásia, produzidas entre os séculos XIV e XXI. A biblioteca do instituto possui mais de 62 mil volumes, datados do século XVI em diante, destacando-se as coleções de brasiliana e obras raras.

Engenho São João da Várzea
(81) 2121 0352 / (81) 2121 0365
de terça a domingo das 13h às 17h; quarta das 9h às 17h

Entrada: R$ 15,00 (inteira); R$ 5,00 (Estudantes, Professores e Idosos acima de 60 anos). Obs. Crianças até 7 anos gratuito.

nenhum comentário

Museu Murillo La Greca

Museu Murillo la Greca

Após doar todo o seu acervo pessoal à Prefeitura do Recife, o pintor Murillo La Greca realizou um sonho antigo. Inaugurado em 12 de dezembro de 1985, o Museu Murillo La Greca foi criado através de Decreto Lei e homenageia este pernambucano homônimo, cuja sensibilidade percorreu o mundo. O Museu Murillo La Greca vem protagonizando a reestruturação artística e patrimonial de um dos mais importantes acervos museológicos de Pernambuco. Comportando um acervo de 1.400 desenhos, com técnicas de fusain, crayon, pastel e sanguínea, o museu ainda possui discos, livros, mobiliários e cartas, trocadas com Portinari e Giacometti. Há também 160 pinturas, entre paisagens, cenas históricas e retratos.

 

R. Leonardo Bezerra Cavalcante, 366 – Parnamirim- Recife – PE, 52060-030

Telefone: (81) 3355-3129

Horário de funcionamento: seg a sex das 9h às 17h

Entrada Gratuita

nenhum comentário

Museu da Cidade do Recife

Museu da Cidade de Recife

O Forte das Cinco Pontas, construído pelos holandeses em 1630, é o símbolo da resistência holandesa. Hoje, a construção, localizada no bairro de São José, chama a atenção em dois aspectos: o primeiro é que o local abriga, desde 1982, o Museu da Cidade do Recife, e o segundo e mais curioso é que, apesar do nome, o Forte possui apenas quatro pontas, resultado de uma reconstrução feita após a guerra que expulsou os europeus do Brasil.

O museu destaca-se por conter em seu acervo documentos iconográficos de extrema importância para preservação da história urbana e social do Recife. A memória cultural da capital pernambucana é representada através de cerca de 150 mil imagens e de peças provenientes de antigas residências e da Igreja do Senhor Bom Jesus dos Martírios, já demolida.

Endereço: Forte da Cinco Pontas, s/nº – São José

Telefone: (81) 3224.8492

Entrada: R$ 1,00 (menores de 10 e maiores de 60 anos têm entrada gratuita)

nenhum comentário